Ídolo mundial: Oscar Niemeyer

Nasceu no Rio de Janeiro, em 15 de dezembro de 1907, Oscar Ribeiro de Almeida Niemeyer Soares Filho, faleceu semana passada, quarta feira, dia 5 de dezembro. Hoje, faz-se uma semana de sua morte e, aqui vai uma despedida carinhosa.

Niemeyer estava internado desde o dia 2 de novembro. Seu estado de saúde nos últimos dias havia piorado muito e estava sedado, devido uma infecção respiratória.

Muitos arquitetos o considera marco internacional, é reconhecido principalmente por suas obras na capital do Brasil, Brasília; entre elas, Palácio na Alvorada, Congresso Nacional, Palácio do Itamaraty e  Memorial JK. O arquiteto Carlos Bratke diz que as obras de Niemeyer tem muito mais poesia que tecnologia.

Foi o arquiteto mais premiado no cenário brasileiro. Pelo prêmio Pritzker de Arquitetura, que existe desde 1979 e escolhe anualmente um arquiteto vivo cujo trabalho combine talento, visão e compromisso. Reconhecido membro honorário do Instituto Americano de Arquitetos, prêmio UNESCO, título de arquiteto do século XX do Brasil, patrono da arquitetura brasileira e outras centenas de prêmios e reconhecimentos não só brasileiros, como mundiais.

Igreja de São Francisco de Assis, em Pampulha, BH.

Igreja de São Francisco de Assis, em Pampulha, BH.

Catedral de Brasília, DF.

Catedral de Brasília, DF.

Palácio do Planalto, Brasília, DF.

Palácio do Planalto, Brasília, DF.

“Meu trabalho não tem importância, nem a arquitetura tem importância pra mim. Para mim o importante é a vida, a gente se abraçar, conhecer as pessoas, haver solidariedade, pensar num mundo melhor, o resto é conversa fiada.”

“Vejo os homens como uma casa, em que você pode consertar as janelas, acertar o aprumo das paredes, pintar. Mas, se o projeto inicial for ruim, fica prejudicado.”

Oscar Niemeyer

Neste próximo dia 15, Oscar Niemeyer completaria 105 anos de idade. Com certeza, sua vida será lembrada e relembrada por muitos anos.

Para os interioranos de plantão, o Estádio do Parque do Peão, de Barretos, onde anualmente acontece a Festa do Peão de Boiadeiro, foi desenhado pelo arquiteto. Um dos membros da diretoria de Os Independentes, Mussa Calil Neto, publicou no dia 6 um texto em homenagem ao nosso Oscar. Vale a pena conferir aqui.

A missa de sétimo dia foi ontem na Igreja Nossa Senhora da Paz em Ipanema. Foi organizada por sua viúva Vera Lúcia Niemeyer.

Para nosso ídolo, não um adeus e sim, um até breve!

Anúncios

3 pensamentos sobre “Ídolo mundial: Oscar Niemeyer

  1. Oiee amiga, Oscar irá ser de grande falta para a arquitetura no Brasil. Vamos sentir falta. Continue o blog
    bjssssss

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s